sexta-feira, 24 de julho de 2009

Aí vão duas

Charges feitas para a edição desse mês do jornal do Sindjustiça.



"Comissão Especial da Câmara dos Deputados – por unanimidade - aprovou no início deste mês (Julho) proposta – PEC 231/95 - de redução da jornada de trabalho de 44 para 40 horas semanais, sem corte de salários. E já provoca controvérsias; o patronato considera a idéia inoportuna e justificava a crise atual, esse mesmo setor patronal que aproveitou a mesma crise para demitir."


"Há décadas, aposentados e pensionistas que recebem proventos acima do salário mínimo são prejudicados. Desde a criação do fator previdenciário, adotado em 1999, no desgoverno de FHC, as perdas aumentaram, por força do tal de redutor, chegando a 40% para as mulheres e 35% para os homens que se aposentavam. Neste corrente ano, os que recebem acima de um salário mínimo tiveram reajuste de 5,92% contra os 11,2% do mínimo. Ou seja, a se manter tal situação todos vão acabar ganhando somente o mínimo. E sempre vem a desculpa mentirosa de déficit da Previdência. A mentira tem pernas curtas: de 2000 a 2008 o superávit da Seguridade Social foi de R$ 400 bilhões".

4 comentários:

Márcio Diemer disse...

Grande Dieguito! Além da minha lista tu ainda vai estar em muitas,espere só! Um forte abraço

Paraguaya disse...

Amigo querido meu.

Adoro seus desenhos perfeitos.

Viu quero agradecer os comentarios no meu blog, adoro cada comentario seu.

Tem selinho pra vc la tabom, pega la.

bejim

Diego Novaes disse...

Valeu pela força, seu Diemer!

Abração!

Diego Novaes disse...

Ok, Lilian, vou dar uma olhada.

Beijos.