terça-feira, 6 de outubro de 2009

Professor Pedro Rocha


Esse é o mascote oficial que desenvolvi para o Museu de Geodiversidade da UFRJ. A idéia era deixar de lado a tendência geral de usar animais pré-históricos, como dinossauros. A proposta conjunta de um "professor de pedra inspirado levemente em Darwin" foi bem apropriada ao Museu de Geodiversidade.

O mascote, bem como outras ilustrações de alunos da Escola de Belas Artes que como eu estagiam no Museu, compõe trabalho para o 6º Congresso de Extensão da UFRJ, cujo tema é "Há Validade nos Mecanismos de Arte em Um Museu de Ciência?", que provavelmente será apresentado amanhã por este que vos fala...

4 comentários:

Clayton Ângelo disse...

Grande Diego, que belo trabalho!! Boa sorte em sua apresentação. É muito legal conciliarmos arte com ciência, pois no fundo uma coisa complementa a outra. Abraços!

neilima disse...

Olá, Diego!
Grato por sua visita e pelas palavras gentis!
Pois é, o Igor tem tudo pra ser um grande ilustrador e cartunista. E vai ser bem melhor que eu!

Muito bom trabalho com o mascote!

Abração!

Diego Novaes disse...

Fala Clayton! Na verdade essa dualidade entre arte e ciência não existe. É tudo fruto de preconceito mesmo, foram criados esteriótipos que precisam ser quebrados. A interdisciplinaridade taí pra isso.

Abraço, rapaz!

Diego Novaes disse...

Grande Nei Lima!

Fico muito feliz em saber que novos talentos ainda surgem tão cedo!

Continua orientando o menino, ele tem tudo pra dar certo!

Grande abraço, rapaz!